Energia eólica e solar têm papel importante na maior expansão do setor elétrico em 5 anos.

O Brasil fechou o ano de 2021 com um recorde histórico na expansão de usinas de energia elétrica. Foram mais de 3 GW instalados, sendo 75% das usinas implantadas eólicas e fotovoltaicas. Em 2022, o setor continua em crescimento e, só em janeiro, a energia elétrica já teve um acréscimo de 482 MW, o suficiente para atender cerca de 1 milhão de habitantes.

Os dados são do Ministério de Minas e Energia (MME), que mostram ainda que 200 usinas entraram em operação no ano de 2021, aumentando a capacidade de geração de energia para atender até 17 milhões de domicílios. Esse foi o maior acréscimo registrado desde 2016 e a perspectiva para este ano é que a expansão continue ocorrendo, uma vez que existe a previsão de entrada de mais de 7.760 MW no sistema elétrico brasileiro.

Geração Distribuída

Atualmente, mais de um milhão de unidades consumidoras são beneficiadas pela Geração Distribuída (GD), que até o final de 2018 atendia apenas 88 mil unidades. Geração Distribuída é a energia elétrica que é gerada no local de consumo ou próxima a ele, e inclui, por exemplo, geradores para operação no horário de ponta, painéis fotovoltaicos e pequenas centrais hidrelétricas.

De acordo com informações do Instituto Nacional de Eficiência Energética (INEE), a GD torna possível a obtenção de maior eficiência energética. Nesse sistema, são priorizadas as fontes limpas, como eólica, biomassa e solar, que correspondem a 98% da GD no Brasil.

Fontes limpas são protagonistas da expansão

Em relação à energia de fontes limpas, de acordo com o MME o Brasil possui hoje 84% de capacidade de geração de energia renovável. De 2019 para 2021, a participação da energia solar na matriz elétrica brasileira saltou de 1,4% para 6,9%, enquanto a energia eólica cresceu 10,0%.

A Brasformer Braspel tem papel fundamental na expansão do setor elétrico do país, inclusive na participação das fontes renováveis. Grande projetos fazem parte de seu portfólio, como a usina Ventos de Santo Abraão, no município de Morro do Chapéu, região da Chapada Diamantina. A usina integra o parque eólico Morro do Chapéu Sul, com capacidade total de 172 MW e cuja operação foi iniciada em dezembro de 2018. Em novembro 2021, entrou em operação ainda o parque eólico Morro do Chapéu Sul II, com capacidade instalada total de 353 MW e geração de energia equivalente ao consumo de 500 mil famílias. A estimativa é que o parque evite a emissão de 992 mil toneladas de CO2 na atmosfera por ano.

A Bahia é o estado com o maior número de parques eólicos instalados, de acordo com a Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica) e o segundo no ranking de produção de energia eólica do Brasil, ficando atrás apenas do Rio Grande do Norte. É a Bahia, ainda, quem lidera o ranking de estados que mais geram energia solar, fechando 2021 com 27,62% da produção nacional, segundo dados da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

Quanto à energia solar, a Brasformer Braspel está presente na usina fotovoltaica Sol do Cerrado, um dos maiores parques de geração de energia solar do Brasil, com 17 subparques. O Sol do Cerrado está localizado na cidade de Jaíba, em Minas Gerais, e possui potência instalada de 766 MWp e capacidade de produção de 1,7 GWh/ano. A implantação da linha de transmissão foi iniciada em janeiro deste ano e a previsão é que as operações comecem no segundo semestre.


Redação: Brasformer Braspel